Revista Sucesso

Atualizado em 11/05/2018

A lei explicada

Terapia de Reposição Hormonal na menopausa

Com o aumento da expectativa de vida, as mulheres passam em média um terço de suas vidas no período pós-menopausa

Da redação

Definida pelo fim permanente dos ciclos menstruais que ocorre pela perda da função ovulatória e a queda da produção hormonal dos ovários, a menopausa é caracterizada na mulher, quando ela está há um ano sem menstruar. Isso ocorre, geralmente, entre os 45 e 55 anos.
Com o aumento da expectativa de vida, as mulheres passam em média um terço de suas vidas no período pós-menopausa e muitas delas relatam queixas e sintomas durante essa fase.
Os sintomas mais comuns são os fogachos, conhecidos como “calorões”, além de sudorese noturna, secura vaginal, dor durante a relação sexual, disfunção sexual, irritabilidade e insônia.
Neste sentido, a Terapia de Reposição Hormonal (TRH) tem como objetivo melhorar a qualidade de vida da mulher, aliviando os sintomas e as consequências das flutuações hormonais na transição pré e pós-menopausa.
Outro ponto importante é a relação da menopausa com a osteoporose.  Nesta fase, devido aos baixos níveis de estrogênio, há uma perda óssea importante, principalmente nos primeiros anos após o fim da menstruação, o que proporciona uma janela de oportunidade terapêutica única.
A Terapia de Reposição Hormonal quando bem indicada e na fase correta pode prevenir a perda de massa óssea evitando ou até mesmo amenizando a evolução para osteoporose, o que reduz a incidência de possíveis fraturas na velhice.
Atualmente estão disponíveis diversas combinações hormonais que serão adequadas para cada perfil de paciente, além de diferentes formas de administração como a oral, vaginal e transdérmica em forma de gel ou adesivos.
Entretanto, podem haver contraindicações à Terapia. Por isso é essencial uma avaliação criteriosa e indicação precisa da TRH pelo médico especialista, além da necessidade de consultas de rotina e exames periódicos para o acompanhamento adequado das pacientes.

Dra. Mayara Volpi,

endocrinologista - CRM PR 32402 | RQE 23127

Reposição hormonal, menopausa, Dra. Mayara Volpi, endocrinologia, envelhecimento, mulher
Mais lidas
  1. Soluções inteligentes e funcionalidade
  2. Educação Infantil: um mundo de descobertas
  3. Cuidar das articulações garante vitalidade
  4. Ouvir bem é vida
  5. Disfunção eréctil: será que vou ter?
Leia também
  1. Novembro Azul: conheça direitos do INSS para...
  2. Conheça os direitos das trabalhadoras...
  3. Sabor de nostalgia: o café em todas as fases da...
  4. Saúde bucal X doenças do coração: entenda os...
  5. Série Donas da Rua da História homenageia a...