Revista Sucesso

Atualizado em 29/08/2016

Tratamentos

Sorriso bonito também é questão de saúde


Para a dentista Fernanda Michelli Martins, estética traz novas perspectivas para a odontologia

Da redação


Fernanda Michelli Martins

O sorriso, além de ser um dos principais indicadores de alegria no ser humano, funciona também como um cartão de visitas; traz jovialidade, é sinônimo de uma vida saudável e causador de boa impressão nas pessoas ao redor. Encantador, abre portas e derruba barreiras que se colocam entre o indivíduo e uma vida mais plena. Na opinião da dentista Fernanda Michelli Martins, “quando alguém está plenamente satisfeito com seu sorriso, essa pessoa se torna mais feliz, otimista e confiante, o que reflete em autoestima elevada e boa saúde mental, psicológica e física”. Somando 11 anos de atuação na área, Fernanda é graduada pela UEL, especialista em endodontia pela Unopar, e está concluindo sua especialização em implantes pela Uningá
.
“Atualmente, a odontologia aliou aos seus tratamentos o benefício da estética. Ou seja, esta passou a ser uma área que exige do profissional não só habilidade manual, mas também comprometimento em atingir as expectativas estéticas do paciente. Deixou de ser uma questão apenas de vaidade e se tornou uma questão de saúde”, defende. A especialista complementa que, com as técnicas e materiais inovadores disponíveis hoje, é possível modificar os dentes em seus formatos, cores, posicionamento e até mesmo substituí-los quando perdidos, mantendo ou devolvendo a harmonia do sorriso com naturalidade. Dentre os procedimentos que visam melhorar a estética do sorriso de forma rápida e eficiente, a profissional destaca o clareamento dental, facetas, implantes dentários, restaurações estéticas em resina ou porcelana e as tão faladas lentes de contato odontológicas.

Lentes de contato

Indicada para mudar cor, formato, tamanho ou comprimento dos dentes normais, a aplicação das lentes de contato odontológicas consiste em um tratamento extremamente conservador e sem desgastes dentais. Além de fornecer uma aparência natural para os dentes, elas são resistentes a manchas e muito bem toleradas pelo tecido gengival. A cor pode ser selecionada de tal maneira que os dentes escuros tenham aparência mais branca. Segundo Fernanda, esse tratamento estético é o único que pode ser removido, permitindo a volta à forma original dos dentes já que a proposta é não ter desgaste dental.

“A evolução das propriedades óticas e principalmente mecânicas das cerâmicas possibilita a confecção das lentes de contato que são consideradas a tecnologia de ponta da odontologia, com lâminas ultrafinas (em torno de 0,2 mm de espessura) que possibilitam um tratamento estético e minimamente invasivo”, avalia. Segundo a especialista, o tratamento pode ser indicado para corrigir superfícies de dentes fraturados, lascados ou desgastados; espaços entre dentes (diastemas); alteração da cor dos dentes causada por tratamentos de canal, fluorose dental, manchas de tetraciclinas, fumo, escurecimento por idade, entre outros; além de corrigir dentes desalinhados ou irregulares. “Por outro lado, são contraindicadas para pacientes com bruxismo; pacientes com péssima higiene bucal, com presença de cáries ou problemas periodontais; paciente com hábitos de roer unhas ou outros objetos duros; ou quando os dentes estão muito escurecidos, pois podem não atingir a expectativa desejada e nestes casos talvez seja melhor confeccionar facetas ou coroas em porcelana”, pontua a dentista.

Confeccionadas sob medida para cada paciente, as lentes de contato podem durar de 5 a 10 anos na maioria dos casos, mas, dependendo da qualidade de higienização e da frequência das visitas ao dentista, segundo Fernanda, elas podem exceder esse tempo. “A manutenção não requer nenhum tratamento especial, apenas uma boa higiene bucal com uso de fio dental e enxaguantes bucais, além de visitas regulares ao dentista.”

Interação multidisciplinar - A especialista destaca a importância da interação multidisciplinar na odontologia, integrando todas as especialidades para alcançar um resultado harmônico e saudável, como é o caso da interação entre a implantodontia e a estética. “Os implantes trazem conforto e eficiência na mastigação, de forma bem similar aos dentes naturais. É muito comum a presença de falhas ósseas e gengivais no local em que serão instalados o implante e a prótese e, justamente por isso, não podem ser feitos de qualquer maneira. As próteses sobre os implantes são os maiores desafios estéticos na odontologia, pois envolvem recomposição óssea, gengival e coroa protética. Devem ser feitas com o máximo de naturalidade possível. É nessa hora que fazemos a interação com a estética”, explica.

 Fernanda Michelli Martins, endodontia e implantodontia (CRO PR 18030)
Av. Bandeirantes, 402, sala 10,
(43) 3377-1900
Londrina PR

revista sucesso, bem-estar, Fernanda Michelli Martins, odontologia, Lentes de contato
Mais lidas
  1. Soluções inteligentes e funcionalidade
  2. Educação Infantil: um mundo de descobertas
  3. Cuidar das articulações garante vitalidade
  4. Ouvir bem é vida
  5. Disfunção eréctil: será que vou ter?
Leia também
  1. Cursos de estética com prática e certificação
  2. Tratamento mega redutor de gordura localizada e...
  3. Mamografia no Brasil: o pior cenário dos...
  4. Entenda como o ômega 3 pode ajudar quem tem...
  5. Varizes são um problema de saúde: conheça os...