Revista Sucesso

Atualizado em 11/07/2017

Gastronomia

Lombarda - Repolho Roxo

O repolho roxo, chamado na Espanha de Lombarda, tem à mesa natalina, protagonismo de estrela.

Da redação

A receita a que me proponho hoje é de um acompanhamento. Uma "mistura" a ser feita com o prato principal que, se for um assado de ave, fica perfeito. Com um bom arroz e feijão de todos os dias também combina.

O repolho roxo, chamado na Espanha de Lombarda, tem à mesa natalina, protagonismo de estrela. Primo quase de primeiro grau da beterraba e da cebola roxa, essa consanguinidade faz dele uma verdura nobre no último grau. Por ser muito alcalino, diz a lenda que, comendo todos os dias repolho, o cabelo branco volta a ser da cor natural. Ainda não testei, mas dia desses ainda vou fazer esse experimento.

Brincadeiras à parte, já é sabido que entre as couves, o repolho é um dos mais saudáveis: rico em fibras e enzimas, seu suco e mesmo as folhas inteiras são usados medicinalmente. E seu sabor é delicioso, ao mesmo tempo delicado e intenso. Os povos nórdicos têm várias maneiras de prepará-lo, sendo o chucrute uma das mais conhecidas. Isso é fácil de entender: nos muitos meses de frio congelante, com um solo onde não nasce nem meia batata, é uma maneira de ter sempre à mão uma verdura em conserva. A receita de repolho de hoje não é uma conserva e tem origem inglesa. É para comer quentinha, recém-feita, de preferência. Rápido e fácil, combina com marreco e frango assado. Carne de porco também. Queijos, arroz, polenta......e até puro é uma delícia!

 Repolho Charles Dickens
(Receita para quatro porções fartas)

- 1 repolho roxo que pese 1 kilo ou pouco mais

- 2 xícaras de chá de água quente

- 1/2 xícara de chá de vinagre de maçã, de arroz ou qual quiser. Eu uso o de sempre de vinho tinto.

- 2 folhas de louro rasgadas

- 1/2 xícara de chá de açúcar mascavo

- 50 gramas de manteiga

- 2 pitadas de sal e pimenta-do-reino recém-moída, a gosto

MODO DE PREPARO: Corte ao meio o repolho e retire o centro duro. Pique em tiras que não precisam ser muito finas. Numa panela, junte o repolho com os demais ingredientes. Cozinhe até as tiras de repolho ficarem macias e a água evaporar quase toda.

"Baseado em minhas últimas leituras, estou mais do que feliz por poder dar aos meus leitores uma boa notícia, a saber: que o prazer da mesa está longe de ser prejudicial à saúde, e que, em idênticas condições, os gastrônomos vivem mais que os outros." Brillat-Savarin, A Fisiologia do Gosto.

MARIA DE LOS ANGELES
Autodidata, especialista em culinária espanhola e cronista gastronômica
maria@delosangeles.com.br

> Veja mais textos da colunista aqui

Lombarda, Repolho Roxo, Guia Gastronômico, Sucesso Gastronomico, Gastronomia, Editora Sucesso, Revista Sucesso, Revista Bem-estar
Mais lidas
  1. Soluções inteligentes e funcionalidade
  2. Educação Infantil: um mundo de descobertas
  3. Cuidar das articulações garante vitalidade
  4. Ouvir bem é vida
  5. Disfunção eréctil: será que vou ter?
Leia também
  1. Cassoulet. Feijão branco, um prato redundante
  2. Uma flor de comer
  3. Mulheres e café
  4. Saiba quais as melhores combinações entre...
  5. Gorduras boas: saiba a importância desses...