Revista Sucesso

Atualizado em 09/05/2018

Estilo de vida

Gleba Palhano, bairro que encanta pelo crescimento pungente, pela beleza e sofisticação

Mas que terá que se preocupar sempre com segurança, mobilidade urbana e melhorias em espaços públicos

Da redação

Foto: Wilson Vieira

Construtores e imobiliaristas da cidade são unânimes quando avaliam que  60% da Gleba Palhano foram ocupados nos últimos 15 anos, que há muito para ser explorado ainda e que um novo ciclo imobiliário está começando agora, em 2018, no bairro. A Gleba Palhano de hoje não lembra quase em nada o saudoso e tranquilo conjunto de pequenas chácaras. Tão movimentado quanto badalado, o bairro apresenta edifícios sofisticados de alto padrão e um comércio cada vez mais diversificado, que atende com elegância tanto moradores quanto visitantes. Com certeza, o bairro vai continuar sendo desejado por muitos, pessoas que vislumbram viver numa região dinâmica e movimentada, profissionais especializados e empresários empreendedores.


Wilson Vieira, fotógrafo


Wilson Vieira, que fotografa Londrina desde 2013 e que assina e disponibiliza o mais completo banco de imagens  da cidade, conta que passou a prestar mais atenção no bairro a partir das primeiras fotos, em 2012, que produziu do Lago Igapó, onde começa o bairro. “Londrina já bateu vários recordes de crescimento vertical na construção civil e a Gleba Palhano é, sem dúvida, um notável projeto de inovação em urbanização. O Lago Igapó margeando o bairro traz uma beleza toda especial e aumenta a qualidade de vida da região”, avalia o fotógrafo.

Wilson diz que a beleza da região especialmente vista em seus voos de helicóptero quando está fotografando o local mostra que o  rápido crescimento  trouxe consigo problemas de mobilidade urbana, tráfego intenso de veículos e poluição no lago, resultado dos detritos das construções e da própria população. “Porém, aos poucos, a região se desenvolve mais e mais com shopping centers, pequenos comércios de varejo e melhor sinalização nas vias.”  As fotos da região com as quais ilustramos esta reportagem fazem parte do banco de imagens de Londrina, do fotógrafo.

Assim como Wilson Vieira, quem mora aqui ou já morou e volta para Londrina se encanta e se espanta com a beleza e exponencial dessa região. Inovação, sofisticação e qualidade de vida proporcionada pelas áreas de convivência dos edifícios, ruas e longas avenidas  são marcos do seu crescimento.


Edson T. Chaves, empresário |  Foto: Samara Garcia


Não falta nada

Edson Thomas Chaves, empresário e síndico há quatro anos dos condomínios Palhano Business Center torres I e II, Palhano Premium e Jardim Sul, na Gleba Palhano, acompanha o crescimento da região, desde o início,  há mais de 20 anos. “É, em todos os tempos, a região com o maior desenvolvimento de Londrina, uma região onde hoje não falta nada”, diz, entusiasmado. E complementa: “A estrutura é  fantástica com mercados, bancos, escolas, shopping centers e o trânsito tem seus problemas em horários de pico como em qualquer outro lugar”, avalia.

Atualmente, os três condomínios administrados por Edson Chaves contam com mais de 500 empresas e profissionais liberais, entre médicos, advogados, psicólogos, fonoaudiólogos, fisioterapeutas e empresários de diversas áreas. Com os prédios administrados completamente ocupados, ele considera em alta a satisfação de empresas, profissionais e negócios ali instalados. “Temos na Gleba Palhano os melhores empreendimentos da cidade, muitas pessoas hoje moram e trabalham na região, logo, quem mora e trabalha aqui não precisa buscar nada fora daqui, pois temos tudo que se possa precisar.”

Sob o olhar do ConGP

Marcus Dainez, presidente do CONGP | Foto: Samara Garcia

Segurança, mobilidade urbana e melhorias em espaços públicos são, na opinião do advogado Marcus Ginez, presidente do CONGP - Conselho de Condomínios Residenciais e Comerciais da Gleba Palhano e delegado da Caixa de Assistência dos Advogados da  OAB-Londrina, as principais demandas do bairro. Ele também responde  pelo departamento jurídico da Dezainy Assessoria de Cobrança Condominial, que atende 185 condomínios residenciais e comerciais somente em Londrina.

Marcus Ginez analisa que apesar do exponencial crescimento e por ser considerada uma região nobre da cidade, o bairro atraiu muitas pessoas com o intuito de morar e empreender, mas também atraiu a criminalidade. “Não são raros os casos de furtos, assaltos e até sequestros relâmpagos”, conta o presidente do Conselho. “O ConGP tem estreitado os laços com os entes da Segurança Pública da cidade buscando alternativas e melhorias para amenizar a falta de segurança.”

Um segundo ponto que merece a atenção do ConGP é mobilidade urbana. Em que pese ser uma região jovem, ela está sofrendo, segundo o advogado, com o fluxo de pessoas e veículos que transitam diariamente pelas vias da Gleba. Por ser uma região verticalizada, concentra em pouco espaço geográfico uma grande quantidade de residências e salas comerciais, o que consequentemente aumenta o número de pessoas e veículos que usam as vias públicas. Há também o fato de a Gleba ser um corredor que interliga diferentes regiões da cidade. Pessoas que saem das zonas norte, leste e oeste usam as vias do bairro para chegarem às faculdades e condomínios fechados localizados na zona sul, aumentando assim ainda mais o fluxo de veículos nos horários considerados de pico.

Outra necessidade, segundo Marcus Ginez, é a criação de espaços públicos. O bairro precisa de praças compartilhadas com o lazer e a segurança, creche para que as mães que trabalham no bairro possam deixar seus filhos durante o trabalho e também necessita de escola pública, entre outros.

O presidente do ConGP ressalta que, dentre os objetivos da entidade está a luta constante por um bairro melhor para viver, trabalhar e empreender. “Tendo em vista o crescimento do bairro, é fundamental um acompanhamento contínuo das questões a serem resolvidas, sem deixar de lado projetos que busquem melhorias para o bairro, de maneira transparente e democrática. É um longo caminho e só é possível com a participação dos condomínios e condôminos.”

Entre outras vantagens enumeradas pelos entrevistados de se morar e trabalhar na Gleba Palhano, com certeza estão o desfrute gratuito da beleza do Lago Igapó, da moderna arquitetura dos empreendimentos, das facilidades de acesso aos mais diversos estabelecimentos. A Gleba se tornou uma região que atende aos mais variados interesses, seja para morar, ou para empreender. Mesmo havendo pontos que podem ser melhorados, a Gleba tem se tornado uma região cada vez mais completa, onde, em um curto espaço de tempo, as pessoas não precisarão mais se deslocar para outras regiões da cidade para buscar o que precisam, pois irão facilmente encontrar na própria Gleba.


Foto: Wilson Vieira


Palhano, um guia para a Gleba


A Editora Sucesso, que há 29 anos produz e publica revistas e guias especializados e oferece todos os serviços digitais inerentes à comunicação empresarial, lançou no ano passado o Guia Palhano para atender 117 condomínios residenciais da região. “Como há anos trabalhamos com guias especializados – Sucesso Gastronômico, por exemplo, que também distribuímos em condomínios da Gleba há mais de 15 anos – percebemos que cabia um guia que oferecesse serviços profissionais e produtos para esse perfil de moradores”, conta Maria Aparecida Miranda, diretora da empresa.
A publicação está na quarta edição, tem 10 mil exemplares de tiragem e atende, além dos residenciais, nove condomínios comerciais daquela região. “São mais de 40 mil consumidores em potencial, famílias jovens com uma renda per capita maior do que a média da cidade. Elaboramos um veículo com informações úteis para o morador e com possibilidade de retorno para todos os anunciantes.”


Maria Aparecida Miranda






Gleba Palhano, arquitetura, Guia Palhano, Editora Sucesso, Sucesso Londrina, Revista Bem-estar, Revista Sucesso
Mais lidas
  1. Soluções inteligentes e funcionalidade
  2. Educação Infantil: um mundo de descobertas
  3. Cuidar das articulações garante vitalidade
  4. Ouvir bem é vida
  5. Disfunção eréctil: será que vou ter?
Leia também
  1. A vida severa que mata os Severinos
  2. Ginastas de Londrina são campeãs sul-americanas...
  3. “O Grito Negro Londrinense”, do artista...
  4. Sesi Cultura leva “Contos do Mar” a 13...
  5. Mutirão de antenistas fará instalação...