Revista Sucesso

Atualizado em 23/11/2017

Educação

Em desenhos inusitados, crianças lançam um novo olhar para os idosos

Alegria, qualidade de vida e respeito foram os temas mais presentes na exposição de desenhos organizada pelo São Francisco Instituto Vida em parceria com quatro escolas de Cambé

Da redação

Já imaginou a sua avó ou avô realizando manobras radicais com um skate? E pulando de paraquedas? Pois estas foram algumas das imagens retratadas por crianças e adolescentes de quatro escolas de Cambé na exposição de desenhos sobre a pessoa idosa organizada pelo São Francisco Instituto Vida neste mês. Nos mais de 190 trabalhos recebidos pela instituição, sobraram retratos que simbolizam alegria, respeito, carinho e qualidade de vida.

 A assistente social do São Francisco Instituto Vida, Elisângela da Silva, conta que o objetivo da exposição foi fazer uma homenagem. Ela lembra que, neste ano, a instituição deu início ao projeto “Um olhar para o idoso”, que desenvolve ações para promover um envelhecimento saudável. “A exposição buscou retratar a visão de crianças e adolescentes em relação aos idosos e o resultado foi muito significativo”, afirma. Muitos desenhos trataram da humanização, apoio e cuidado. “Recebemos poucos trabalhos que mostravam idosos de bengala ou cadeira de rodas”, aponta.

 Participaram da exposição alunos de 6 a 15 anos da Escola Estadual Atílio Codato, Lar Santo Antônio, Lar Marília Barbosa e Apae de Cambé. A diretora auxiliar da Apae, Elisângela Ferreira Lima, esteve no hospital para conferir a exposição. Segundo ela, os desenhos foram produzidos dentro disciplina de Artes, com alunos do ensino fundamental e também da Educação de Jovens e Adultos (EJA). Na avaliação da diretora, trabalhos como esse ajudam a estimular o pensamento e promover uma reflexão maior do tema. “Para a escola, foi muito gratificante e motivo de orgulho termos sido convidados”, agradece.

 A exposição agradou colaboradores, pacientes e a comunidade externa. As participantes do projeto "Memória, Eu Estimulo a Minha", voltado para pessoas que buscam estimular a memória e manter o cérebro ativo, fizeram um tour pela exposição para conferir os trabalhos. “Achei muito bonito os desenhos. Ficamos felizes de ver que as crianças pensam assim da gente, sentimos o carinho delas”, comenta Maria José Gonçalves Zenati, de 85 anos. Para Nair Boscolo Garla, 81, as frases que acompanharam os desenhos chamaram bastante atenção. “Nunca é tarde para ser feliz, nunca é tarde para amar outra pessoa, são alguns dos dizeres que gostei bastante”, cita.

 A supervisora da limpeza do hospital, Ivone Simões dos Santos Manzano, diz que achou os desenhos muito interessantes. “Vários mostram os idosos fazendo atividades físicas, dando lição de vida aos mais novos”, comenta. Para ela, a exposição foi importante para lembrar o quanto eles precisam de carinho e atenção. A enfermeira da instituição, Juliana Martinês Tiede, elogiou a proposta do hospital e conta que se surpreendeu com o olhar aprofundado que as crianças tiveram. “A maioria retratou um idoso que é capaz, ativo, que tem boa perspectiva de vida”, conta. A lição que fica, segundo a enfermeira, é para que as pessoas passem a olhar os idosos com o coração.

Fonte: São Francisco Instituto Vida
(43) 99917-7751

Educação, Terceira Idade, Editora Sucesso, Revista Bem-estar
Mais lidas
  1. Soluções inteligentes e funcionalidade
  2. Educação Infantil: um mundo de descobertas
  3. Cuidar das articulações garante vitalidade
  4. Ouvir bem é vida
  5. Disfunção eréctil: será que vou ter?
Leia também
  1. O Brasil tem um compromisso com o mundo
  2. Seu filho está viciado na internet?
  3. Os dois lados da política
  4. Primeira bolsa de criptomoedas empresariais do...
  5. Analfabetismo funcional: como o Brasil vai eleger...