Revista Sucesso

Atualizado em

Educação

Cursos de medicina e veterinária trocam cadáveres por simulador 3D

Tecnologia da startup brasileira Csanmek já é utilizada em 30 faculdades brasileiras

Da redação

As faculdades de medicina e veterinária no Brasil seguem a tendência mundial de eliminar o sacrifício animal e o uso de cadáveres em salas de aula. O País conta com cerca de 30 instituições de ensino que trocaram os métodos tradicionais por simuladores 3D e modelos sintéticos nas aulas de anatomia e estudos clínicos.

 Trata-se da Plataforma Multidisciplinar 3D desenvolvida pela startup brasileiro Csanmek, que funciona como uma mesa que exibe modelos tridimensionais altamente detalhados e anatomicamente corretos de todos os sistemas do corpo humano e canino.

As instituições também utilizam modelos sintéticos (humano e canino) para simulações cirúrgicas e treinamentos de habilidades. Os protótipos, que custam entre R$ 200 mil e R$ 700 mil, são capazes de ter reações físicas e até mesmo sangrar durante uma cirurgia, podendo também serem cortados e suturados.

Os modelos são desenvolvidos com textura e densidade similar às estruturas anatômicas reais e contêm todos os sistemas e órgãos do ser humano e do cachorro, permitindo a realização de cirurgias, dissecações, entubações e demais procedimentos médicos e veterinários.

O simulador 3D conta com ferramenta de integração entre hospitais e salas de aula e oferece aos alunos a possibilidade de estudar casos clínicos e exames reais de pacientes.

Entre as instituições que possuem a tecnologia estão a Faculdade das Américas, a Universidade de de São Caetano do Sul (USCS), a São Leopoldo Mandic, no Rio de Janeiro, a Faculdade Guanambi, na Bahia, e a Faculdade Claretiano, entre outras.

Segundo o fundador da Csanmek, Claudio Santana, a solução foi desenvolvida por uma equipe amplamente qualificada, com décadas de experiência em diagnósticos e imagens médicas. "Apesar de ser um equipamento para educação, a plataforma 3D também é utilizada por médicos e profissionais da saúde no dia a dia, para melhorar o aprendizado e compreensão das estruturas anatômicas reais e modeladas", comenta Santana.

Fonte: Redação e Agência Health

Medicina e tecnologia, Medicina, Medicina Veterinária, Simulador 3D, Editora Sucesso, Revista Sucesso, Revista Bem-estar
Mais lidas
  1. Soluções inteligentes e funcionalidade
  2. Educação Infantil: um mundo de descobertas
  3. Cuidar das articulações garante vitalidade
  4. Ouvir bem é vida
  5. Disfunção eréctil: será que vou ter?
Leia também
  1. Vencendo o medo
  2. Medo, nosso melhor aliado em tempos de crise
  3. Medo e confiança em Deus
  4. Conheça a experiência de quem faz ginástica...
  5. Conhecimentos e habilidades anteriores à...