Revista Sucesso

Atualizado em 08/01/2019

Educação

Confiança que gera esperança

“Bendito o homem que confia no SENHOR e cuja esperança é o SENHOR.”  Jeremias 17.7

Da redação

Estamos vivendo um tempo muito especial como nação em que nossos olhos estão vendo fatos que jamais imaginaríamos vivenciá-los. Nosso país caminhando no sentido de deixar de ser uma das nações mais corruptas do mundo onde a impunidade é regra para os mais privilegiados. Também fomos tomados por uma onda de amor à pátria e a sensação do resgate dos valores morais e éticos.

Saímos de uma disputa eleitoral acirrada em que muitos exageros foram cometidos trazendo dois lados totalmente opostos. Num deles a exagerada confiança numa pessoa, e, do outro, total descrença de como será nosso futuro.

Nosso erro está em concentrar nossa confiança nas pessoas. Ninguém conseguirá mudar sozinho ou num pequeno grupo nosso país, que se encontra num estado de total desmando, quase insolvência (linguagem popular: quebrado financeiramente), problemas sérios em todas as principais áreas (saúde, educação, segurança, infraestrutura, etc.). A mudança não virá de uma pessoa e sim dum conceito de que juntos e com a ajuda de Deus iremos promover as transformações necessárias.

O slogan do vencedor das eleições é Deus acima de todos. Se isto for cumprido, aí sim poderemos ter esperança de que as coisas realmente melhorarão. Se seu ato de colocar a mão sobre a Bíblia for verdadeiro podemos acreditar que nosso país viverá um dos tempos mais especiais de sua história. Deus não irá governar o Brasil, não viveremos uma Teocracia, mas se nós formos inspirados pelos seus preceitos e resgatarmos seus valores e princípios com certeza teremos uma nação como nunca tivemos.

A palavra para os dois lados é: os da posição menos confiança no homem e mais confiança em Deus. O mais importante é que pequenas mudanças devem ocorrer em cada um de nós, deixarmos verdadeiramente as pequenas corrupções e resgatarmos a honestidade e a lisura nas pequenas coisas, nos pequenos gestos. Para os da oposição, ter um espírito de grandeza reconhecendo a derrota e pensando na nação, exercendo uma oposição equilibrada e responsável, eliminando o discurso de quanto pior, melhor.

A grande mudança será se os dois lados colocarem sua confiança em Deus e que ELE pode usar pessoas para transformar nossa nação. Que momento favorável estamos vivendo, portanto não o desperdicemos com coisas triviais, com banalidades, com extremismos, com partidarismos, com divisões.

Que Deus nos leve ao resgate de um tempo muito especial em que teremos orgulho de sermos brasileiros e que nossas potencialidades serão usadas em benefício dos mais pobres, dos excluídos, dos marginalizados. Que nossa nação seja inclusiva e acolhedora, tendo lugar para todos aqueles que querem viver na essência este momento tão especial.

“Feliz é a nação cujo Deus é o Senhor...” Salmo 33.12


João Luis Simoneti
Pastor da Igreja Presbiteriana Independente Filadélfia de Londrina

Veja mais posts deste colunista aqui.

Editora Sucesso, Sucesso Londrina, Revista Sucesso, Revista Bem-estar, Londrina, Joao Luis Simoneti, Esperança, Confiança, Religião
Mais lidas
  1. Soluções inteligentes e funcionalidade
  2. Educação Infantil: um mundo de descobertas
  3. Cuidar das articulações garante vitalidade
  4. Ouvir bem é vida
  5. Disfunção eréctil: será que vou ter?
Leia também
  1. O BRASIL MERECE MAIS!
  2. Um hiato entre o medo e a esperança
  3. MOVIMENTO LIVRE DOS BEBÊS: desenvolvimento e...
  4. Desenvolver a criatividade é preparar para...
  5. O Brasil tem um compromisso com o mundo