Revista Sucesso

Atualizado em 26/04/2018

Para Construir

Como prevenir problemas e atrasos em obras

Custos extras, retrabalho e atrasos podem ser comuns em construções e reformas, mas é possível evitá-los. Descubra como!

Da redação


Para muita gente obra é sinônimo de problema. E, mesmo para os arquitetos, a quem cabe a tarefa de garantir que o projeto saia como o planejado com o cliente, muitas vezes essa não é uma realidade diferente.

Retrabalho, atrasos e custos extras são alguns dos problemas recorrentes em obras, que causam aos profissionais inúmeras consequências negativas, como desgaste no relacionamento com os clientes, tempo de retrabalho na obra – que poderia ser gasto em novos projetos, e até mesmo prejuízo financeiro, com o abatimento de pagamentos e até mesmo custos com reclamações na justiça.

A boa notícia é que, mesmo frente ao grande desafio que é criar e gerir qualquer obra, garantir um bom projeto não precisa ser um bicho de sete cabeças. “Acabar ou diminuir riscos em projetos é perfeitamente possível se algumas ações e cuidados forem tomados durante as etapas”, diz Adriano Santos, Gerente de Vendas da Minexco, empresa de importação de mármores e pedras especiais, que atua há cerca de 25 anos no mercado de construção civil. Vamos a elas:

Falta de sinergia entre os fornecedores

Qualquer projeto envolve diversas disciplinas e profissionais, como pedreiro, pintor, encanador, empreiteiro, eletricista etc. “Um trabalho sempre interfere no do outro, embora o que normalmente vemos é cada profissional preocupado apenas pela sua entrega”, diz Santos.

Segundo ele, se todas as partes não encararem o projeto como um todo e conversarem entre si, as chances de um problema aparecer são enormes. Por exemplo: imagine uma parede linda, prontinha, que precisa ser quebrada por alguma questão elétrica. A cena lhe soa familiar?

Planejamento

O arquiteto faz parte de todo o projeto, portanto deve pensar no mesmo de maneira global. É fundamental ter uma visão única sobre o mesmo, considerando todas as suas etapas.

“Uma obra deve começar já no anteprojeto, ou seja, antes de entregar o projeto final ao cliente, é importante ter uma visita técnica onde a obra será realizada, para uma vistoria que assegure ao arquiteto as condições e necessidades do local”,

Acompanhamento da obra

Apesar da correria e da agenda apertada, acompanhe de perto a obra. “Não basta apenas dar uma passada esporádica, se não puder acompanhar você mesmo, designe um responsável. Seja ele do escritório, um empreiteiro ou uma empresa de gestão de obras, esse acompanhamento é fundamental para que inúmeros problemas sejam evitados e o cronograma corretamente cumprido”, acrescenta Adriano.

Fonte: Minexco

obras, atraso, construção, arquitetura, engenharia civil, editora sucesso, sucesso londrina, revista sucesso, revista bem-estar
Mais lidas
  1. Soluções inteligentes e funcionalidade
  2. Educação Infantil: um mundo de descobertas
  3. Cuidar das articulações garante vitalidade
  4. Ouvir bem é vida
  5. Disfunção eréctil: será que vou ter?
Leia também
  1. Novo Processo de Regularização de Obras
  2. Corrosão de armadura: a doença que destrói sua...
  3. Rabelo & Secco Engenharia entrega o Edifício...
  4. Aquisição de imóveis. Como escolher um bom...
  5. O que é a Norma de Desempenho NBR 15575