Revista Sucesso

Atualizado em 10/08/2018

Estilo de vida

A velha guarda ficou high tech

Associação Brasileira dos Aposentados e Pensionistas mantém projeto pioneiro para a inclusão digital de idosos

Da redação

Em qualquer momento da vida, a possibilidade de aprender coisas novas dá às pessoas um novo ânimo. E se for conhecimento adquirido sobre a alta tecnologia, de considerada complexidade, dá respaldo para adentrar em um dos temas mais discutidos do momento. Mas isso agora não é privilégio apenas dos mais jovens.

Uma iniciativa da Associação Brasileira dos Aposentados e Pensionistas, a ASBP, visa à inclusão digital de pessoas com mais idade, possibilitando às turmas aprender mais sobre o universo da alta tecnologia, respeitando os limites de aprendizado destes idosos, que pretendem além de se comunicarem com os amigos e familiares, estarem no meio das discussões de todo o mundo dos avanços tecnológicos. O projeto de Inclusão Digital para pessoas na Terceira Idade conta com a parceria da Rede StarClub, especializada em proporcionar um envelhecimento saudável aos seus agremiados.

O curso ao todo existe há 6 anos, quando se iniciou com aulas de informática básica para associados da ASBP. Atualmente, mais 6 cursos foram inseridos na grade: Informática Intermediária, Multimídia, Android, Digitação Intensiva, Reforço e Inclusão digital. Centenas de associados da Entidade que defende os interesses de servidores públicos e beneficiários da Previdência desfrutam deste grande projeto de inserção no mundo da tecnologia.

Vovôs no mundo high-tech

Para o professor do curso para os agremiados da ASBP em São Paulo, Eduardo Cruz, este curso é uma surpresa para os alunos, pois prova que independente da idade, todos podem aprender coisas novas de maneira natural. “O curso tem como objetivo mostrar ao aluno que a informática e suas diferentes variações tecnológicas não são um bicho de 7 cabeças e mesmo que ele tenha algumas dificuldades devido à idade como memória, raciocínio ele é tão capaz de aprender como um garoto de 10 anos”, resumiu.

Na unidade da ASBP em Minas Gerais, os idosos também contam com o projeto de inclusão digital, que leva a cada aluno mais benefícios, além do contato com o mundo conectado. De acordo com a Supervisora de Benefícios da unidade de Belo Horizonte, Alexsandra Chaves, outros fatores muito importantes são reforçados durante os cursos. “O conhecimento adquirido no decorrer das aulas, as amizades conquistadas e o respeito entre eles, sem discriminação de idade, são pontos relevantes e motivadores da continuidade deste projeto”, pontuou a gestora.

Conheça o projeto

O projeto para a inclusão digital para pessoas na Terceira Idade da ASBP tem como objetivo compartilhar conhecimentos na Área de informática e proporcionar a conexão delas com a tecnologia facilitando o manuseio dos equipamentos eletrônicos. Além disso, a complexidade e abrangência dos temas abordados integram uma grande oportunidade de exercitar a mente, a memória e aumentar a sua autoestima, grandes aliados do envelhecimento saudável como um todo.

Fonte: IPQuality Comunicação

velha guarda, high tech, tecnologia, vovos, computador, informação, editora sucesso, sucesso londrina, revista sucesso, revista bem-estar
Mais lidas
  1. Soluções inteligentes e funcionalidade
  2. Educação Infantil: um mundo de descobertas
  3. Cuidar das articulações garante vitalidade
  4. Ouvir bem é vida
  5. Disfunção eréctil: será que vou ter?
Leia também
  1. “A fotografia é como um pedaço de mim que...
  2. Consciência corporal, respiração e postura de...
  3. A Amazônia: Pulmão do Mundo ou Diferencial do...
  4. O Mundo Político no Cinema
  5. Qual o futuro das livrarias no Brasil?