Revista Sucesso

Atualizado em 11/05/2018

Saúde

A puberdade em crianças e adolescentes

Qual é a idade para começar a puberdade?

Da redação


Frequente nas consultas com o endócrino pediatra, a avaliação da puberdade nas crianças é um assunto que gera muitas dúvidas e angústias nos pais. Qual é a idade para começar a puberdade? Quais são os sinais da puberdade? Em meninos e meninas ocorre na mesma época?

A puberdade é o período de transição entre a infância e adolescência, no qual ocorrem mudanças hormonais, físicas e psicológicas nas crianças em idade diferente para meninas e meninos, assim como o aparecimento dos sinais clínicos.

Comumente, nas meninas, o início da puberdade acontece a partir dos oito anos, geralmente com o aparecimento do broto mamário. Isto é, um pequeno nódulo na região dos mamilos, onde se desenvolverão as mamas. Nesta fase ocorre também o aparecimento de pelos pubianos e axilares e, finalmente, a menarca, que é a primeira menstruação.  O período entre o aparecimento do botão mamário e a menarca é variável. Em média, o intervalo entre esses eventos, é de dois anos.

Nesse período, também se observa a aceleração do ritmo de crescimento, conhecido como estirão de crescimento. Após a menarca, muitas pessoas acreditam que as meninas param de crescer, porém ocorre somente uma desaceleração gradual do ritmo de crescimento.

Nos meninos a puberdade inicia-se, geralmente, a partir dos nove anos. O primeiro sinal é o aumento do volume testicular, seguido do desenvolvimento peniano, além do aparecimento dos pelos pubianos, axilares e, por último, faciais. Outra característica típica nos meninos é a mudança do timbre da voz. E, assim como nas meninas, ocorre a aceleração do crescimento. Esse processo, além de iniciar mais tardiamente, ocorre de forma mais lenta e pode durar até três anos.

Puberdade Precoce - Percebemos que esses sinais estão cada vez mais precoces. A idade da primeira menstruação, por exemplo, a cada década vem se antecipando. Pesquisas sobre esse assunto estão sendo realizadas e há estudos de que fatores genéticos (etnia, idade em que os pais entraram na puberdade) e ambientais podem estar por trás dessa antecipação. Entre os fatores ambientais estão a obesidade infantil, estímulos externos - tais como produtos inadequados para crianças (esmaltes, maquiagens), contato indevido com hormônios sexuais, seja por via oral ou cutânea (pomadas e loções).

Diante de algum destes sinais clínicos de puberdade, o endócrino pediatra deve ser consultado a fim de tirar as dúvidas, tanto dos pais como nas crianças e adolescentes. A puberdade representa um período importante e cheio de mudanças e, além de avaliar a evolução da puberdade e do crescimento, somente um especialista pode afastar possíveis causas patológicas. E, quanto antes for realizado o diagnóstico, maiores são as chances de eficácia do tratamento.



Dra. Karina Khater Martins,
endocrinologia pediátrica - CRM-PR 26.634 | RQE 18040

puberdade, adolescência, transformação, Doutora Karina Khater Martins, endocrinologia
Mais lidas
  1. Soluções inteligentes e funcionalidade
  2. Educação Infantil: um mundo de descobertas
  3. Cuidar das articulações garante vitalidade
  4. Ouvir bem é vida
  5. Disfunção eréctil: será que vou ter?
Leia também
  1. Cuidados com a saúde não devem ser...
  2. Como os mais velhos podem blindar suas emoções...
  3. Cardiopatia congênita afeta 29 mil crianças/ano...
  4. Dores crônicas têm impacto direto na saúde e...
  5. Dores nos ombros: o que pode ser?