Revista Sucesso

Inserido em 20/04/2017 14:38

Guia gastronomico

Guia gastronômico > Brasileira > Barraco da Sopa

Restaurante de Londrina aposta em pratos quentinhos para espantar o frio!

O cardápio começou com cinco opções de sopas e caldos. Atualmente, são 20, além das massas artesanais, risotos, porções e sobremesas.

Da redação

O inverno não é muito longo por aqui e as noites frias são poucas durante o ano, mas é nesse clima que muita gente gosta de aproveitar uma boa sopa quentinha e um vinho para acompanhar, não é mesmo? Para os amantes do prato, o Barraco da Sopa é o lugar ideal.

Tradição em Londrina desde 1999, o restaurante foi criado para funcionar apenas durante uma temporada de inverno. O cardápio começou com cinco opções de sopas e caldos. Atualmente, são 20, além das massas artesanais, risotos, porções e sobremesas.

Gabriela Lima/Redação Bonde


Segundo Ronny Takahashi, de 42 anos, sócio-proprietário e criador de grande parte das delícias do menu, a ideia de abrir uma casa de sopas veio porque a cidade não tinha nenhum restaurante especializado no prato. Hoje, apesar do movimento ser mil vezes maior no inverno (literalmente), de acordo com ele, o público costuma ir ao Barraco da Sopa também à procura de massas mais leves durante outras estações. O ravioli recheado com mussarela de búfala e manjericão fresco, o risoto de costelinha defumada e o tradicional risoto de frango com palmito são as opções favoritas durante o verão.

Uma peculiaridade da casa é nomear os pratos. "O creme de mandioquinha salsa com carne bovina, por exemplo, a gente batizou de creme paulista, porque o fornecedor da mandioquinha, na época, era de São Paulo. A gente foi batizando cada prato com um nome diferente. O creme suíço fui eu também que escolhi, porque nele vão alguns tipos de queijo. Já a sopa húngara é uma adaptação de uma carne de panela da Hungria que se chama goulash, então a sopa é feita com esses temperos", explicou o empresário.

Com a crise econômica atual, o preço é uma das preocupações de quem opta por jantar fora. Mas segundo Takahashi, os valores agradam todo o tipo de público: desde o que quer comer bem e gastar pouco, até o que pede uma garrafa de vinho de R$ 200. "É uma casa bem democrática. A gente tem sopas que podem saciar uma pessoa por R$16, que é aquela meia porção. Então é relativamente barato ir em um restaurante desse padrão. Um casal, por exemplo, pede a sopa pequena, toma duas tacinhas de vinho e vai gastar R$ 50 ao todo".

Gabriela Lima/Redação Bonde

Já para os que não se preocupam com o preço, o restaurante conta com dezenas de opções de vinhos, todas expostas em uma prateleira e com seus respectivos preços, que podem chegar até R$ 300. Para quem quer apreciar a bebida e não gastar muito, o vinho da casa, que é da Serra Gaúcha, está disponível a partir de R$ 28 a garrafa. "Temos também a taça de vinho por R$ 7, que hoje em dia é o preço de uma cerveja", completou ele.

O Barraco da Sopa abre todos os dias das 18h30 às 23h30. No inverno, o restaurante fecha à meia noite e meia. (Endereço: Travessa Belo Horizonte, 67)

Fotos: Reprodução
Fonte: Bonde

Barraco da Sopa, Sopas em Londrina, Guia Gastronômico, Sucesso Gastronômico, Revista Sucesso

Guia Gastronomico

Barraco da Sopa

Caldos, risotos e massas, em espacinho rústico e...

Veja mais artigos
Mais lidas
  1. Queime a boca antes de falar do Barraco da Sopa
  2. O que acontece no Barraco da Sopa
  3. Restaurante de Londrina aposta em pratos...
Leia também
  1. O que acontece no Barraco da Sopa
  2. Queime a boca antes de falar do Barraco da Sopa
  3. Restaurante de Londrina aposta em pratos...